quinta-feira, 26 de maio de 2011

ARREPENDIMENTO: PARA ÉFESO E PARA NÓS


Você está apaixonado? Não me refiro àquele amor de adolescentes namorados logo que iniciam o relacionamento. Você está apaixonado pelo Senhor? Você pode até achar errado eu usar o termo apaixonado. Paixão é algo que parece tão passageiro. Entretanto, pelo Senhor, nós devemos estar apaixonados sempre. Paixão é aquele entusiasmo de amor. Muitos se deixam levar por ela e se dão mal, mas somos chamados a ser apaixonados pelo Senhor.

Éfeso era uma cidade muito rica na época em que o apóstolo João recebeu as revelações do Apocalipse. A cidade possuía o templo da deusa Diana e por isso havia muito pecado, principalmente de imoralidade sexual. Entretanto, a igreja de Éfeso conseguiu ficar longe do pecado e distinguir bem entre os verdadeiros apóstolos. Era uma igreja que trabalhava para o Senhor sem se cansar. Estava sempre ocupada fazendo algo pra Deus. Mas ‘o que possui os sete castiçais’, o Senhor Jesus, que conhecia aquela igreja, tinha uma queixa contra aquele povo: eles haviam abandonado o primeiro amor.

Deixar o primeiro amor é se desentusiasmar. Aquele alvoroço de novo convertido, aquela vontade de fazer algo para Deus, aquele ardor... aquilo era passado. Eles haviam caído, e se distanciado. Faziam coisas para Deus mas haviam perdido a essência, que é o amor. Se não basearmos tudo que fazemos no amor, que é derramado pelo próprio Deus em nossos corações, de nada adianta. Devemos estar loucos de amor pelo Senhor, verdadeiramente apaixonados todos os dias o dia todo.

Mas isso é difícil. Acomodamo-nos em ir à igreja, em participar de um grupo evangélico, em ajudar num ministério – tudo parece muito bem. No começo tínhamos entusiasmo sem conhecimento, e hoje, conhecemos muito a Bíblia, fazemos muito para o Senhor, mas sem entusiasmo. Parece que não sentimos falta da alegria da Salvação, como o salmista pede ao Senhor logo após ter pecado. “Restaura-me a alegria da tua salvação” (Sl 51.12). Nem sabemos mais o que é essa alegria. Estamos muito ocupados.

As palavras à igreja de Éfeso nos alcançam hoje. O verso 5 do capítulo 2 de Apocalipse nos diz o que fazer quando estamos longe: “Lembra-te, pois, de onde caíste, e ARREPENDE-TE, e praticas as primeiras obras”. Arrependimento... essa palavra é forte, mas devemos vivê-la. É difícil, mas devemos nos arrepender. É o próprio Senhor que nos leva ao arrependimento.

Se a igreja de Éfeso não se arrepende-se o Senhor tiraria o castiçal de lá. E o mesmo acontecerá se não voltarmos à essência: não brilharemos a luz de Cristo. Seremos meros religiosos, um bando de fanáticos, que não fazem a diferença no mundo. Não desejemos isso, amados. Que estejamos dispostos a analisar onde erramos, onde abandonamos o primeiro amor – talvez em coisas tão simples, mas que necessitam ser reparadas.

É muito ruim quando um relacionamento acontece sem paixão, ainda mais quando esse relacionamento é com o Senhor, que se entregou sem reservas para restaurar a comunhão do homem com Deus. Devemos querer nos arrepender todos os dias. Que estejamos apaixonados pelo Senhor sempre. Com 1 dia de convertido ou com 30 anos. Deve ser algo constante. Seja um eterno apaixonado! Arrependa-se!

Leva-nos, Senhor, de volta ao primeiro amor!

Por Luiz Pereira

video
QUERO ME APAIXONAR
Diante do Trono

Tenho saudades, saudades de ti
Minha vontade é voltar atrás onde caí
E recomeçar tudo de novo e nunca mais deixar
Meu coração se esfriar
Te quero, preciso do teu calor

Quero me apaixonar por ti outra vez
Quero me entregar a ti mais e mais, Senhor
Leva-me de volta ao meu primeiro amor

Eu me arrependo, Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário